Zoom meetings tem vários problemas de segurança

Com o avanço do coronavírus (Covid-19), o uso de ferramentas para videochamadas está em alta, dentre elas o Zoom Meetings.

A plataforma é muito usada para reuniões corporativas e treinamentos online, por exemplo, mas, no atual cenário, vem sendo cada vez mais acessada para videochamadas pessoais, transmissões de eventos religiosos, aulas particulares e assim por diante.

Entre os fatores para o ganho de popularidade do Zoom estão a boa quantidade de recursos gratuitos, a facilidade de uso da ferramenta e a sua integração com múltiplas plataformas.

O lado ruim dessa história toda é que vários problemas de segurança e privacidade foram identificados nas últimas semanas. Um dos mais sérios, revelado no ano passado, aponta que o Zoom para macOS e a versão para iOS compartilhava dados de uso com o Facebook, mesmo de usuários que não tinham conta na rede social. Uma atualização liberada na última sexta-feira interrompeu esse fluxo de informaçõe

Jonathan Leitschuh, responsável pela descoberta do problema, aponta que sites maliciosos poderiam acessar essa falha ativar a webcam do computador sem autorização do usuário.

Como se não bastasse os problemas não terminam aí, temos a falta de criptografia ponta a ponta de verdade, vazou milhares de e-mails de usuários, coleta de dados das transmissões para fins de publicidade e ainda há relatos de transmissões que foram invadidas e passaram a exibir pornografia e outros vídeos indevidos.

TechCrunch entrou em contato com os desenvolvedores do Zoom, mas eles não forneceram nenhum comentário em relação aos problemas.

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]

One thought on “Zoom meetings tem vários problemas de segurança

Fechado para comentários.