Motorola Moto G200 5G [Análise / Review] 

A Motorola tem a linha Moto G como a mais popular e mais conhecida da marca no mercado brasileiro, e natural que a linha fosse migrando para aparelhos de topo de linha da marca, apesar de ainda brigar na categoria de intermediários premium. E agora, eis que a Motorola traz o Motorola Moto G200 5G apostando em hardware ainda forte, conectividade da rede 5G.

Câmera frontal
Câmera frontal

Como eu disse a Motorola está apostando pesado no Moto G200 e para isso colocou um processador Snapdragon 888+, 8GB de memória RAM e 256GB de armazenamento, revestido em uma traseira plástica com acabamento fosco acetinado e três câmeras, na frente temas uma tela de 6,8 polegadas com resolução de 2460×1080 pixels e suporte a HDR10 e uma taxa de atualização de 144 Hz.

Três câmeras na traseira
Três câmeras na traseira

A lateral esquerda abriga um botão para o Google Assistente que particularmente não vi produtividade, enquanto a parte inferior dá espaço para a porta USB-C e a gaveta de chips, aqui um mimimi permite o uso de dois SIM cards, mas não suporta cartão microSD. Na lateral direita temos o leitor de impressões digitais integrado ao botão de liga / desliga, e os botões de volume. Aqui um mimimi esse excesso de botões para usar o smartphone em um ring light atrapalha e muito ao invés de ajudar, pois fica acionando o Google toda hora.

Bandeja de SIM card não aceita microSD
Bandeja de SIM card não aceita microSD

Em câmeras, temos o sensor principal de 108MP, uma lente ultrawide de 8MP e uma lente de 2MP para profundidade de campo. A câmera frontal é de 16MP. Ele faz vídeos em 8K a 24FPS no sensor principal. Frontal faz fullhd 30 fps. Aqui um mimimi aos tiktokers subir vídeos nessa qualidade podem esquecer pois não rolou! Nas cenas noturnas, o Moto G200 consegue fazer um bom trabalho, desde que você ative o Night Vision, modo que aumenta o tempo de exposição da câmera, mas é um modo que a Motorola tem trazido bons resultados.

Bom o som do Moto G200, poderia ser melhor, ele reproduz bem vozes mas senti uma perda de som para filmes e músicas, mesmo ativando o equalizador com Dolby Atmos.

Saída de som na parte de baixo do aparelho e sem entrada P2
Saída de som na parte de baixo do aparelho e sem entrada P2

A bateria é de 5000 mAh com carregamento de 33W, e pode ser totalmente carregada em uma hora e alguns poucos minutos. Algo a ser elogiado. O carregador TurboPower é de 33W, mesma velocidade de carregamento da bateria do G200. Aqui eu preciso dividir minha experiência com ele como meu smartphone principal no dia a dia entre meu uso normal e meu uso como consumidor padrão. A primeira mais agressiva, onde eu jogo, vejo YouTube por horas, consumo música e outra ações me permitiu virar de um dia para outro sem carregar o Moto G200, indo fazer a primeira recarga as 10h, o carregador TurboPower de 33 W permite uma recarga de100% em apenas uma hora.

Ready For: solução da Motorola permite usar o smartphone como se fosse um computador
Ready For: solução da Motorola permite usar o smartphone como se fosse um computador

O Moto G200 ainda sai da caixa com Android 11 e conta com atualização garantida para o Android 12 e só. A Motorola até garante duas atualizações do sistema. Como outros smartphones Motorola, ele é compatível com a plataforma Ready For, e assim pode ser usado com outros monitores, sem fio ou com um cabo.

Confira algumas fotos

Veredito

O Moto G200 é um excelente smartphone principalmente pela bateria e pela Ready For. Por outro lado fico chateado em dois pontos o primeiro é preço R$ 4.999 mas na semana deste post R$ 3.499,00 um preço que faz com que a linha Moto G seja divida entre G entrada e G top de linha, outro ponto negativo foi o fato de vir com Android 11 ao invés de vir com Android 12.

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]