Apple lança serviço de assinatura e cartão de crédito

A Apple fez um evento para apresentar algumas novidades na área de entretenimento.

Apple News +

Novo Apple News

Començando com algo que até hoje parece não ter funcionado tão bem o Apple News, que agora é uma nova divisão dentro do Apple, o Apple News+. que será um serviço por assinatura, com um plano que inclui centenas de revistas e jornais, em um pagamento mensal de US$ 9,99 (aproximadamente R$ 40). Nessa assinatura a pessoa terá acesso a mais de 300 revistas como Rolling StoneTimeNational GeographicMen’s HealthVarietyVogueGQ e Wired. A interface de leitura tira proveito da tela dos produtos da Apple, com capas animadas e infográficos que podem exibir conteúdo interativo.

Apple News com capas animadas e infográficos interativos

Além de revistas, jornais estão presentes e o mais famoso deles é o The Wall Street Journal. Sites que contam com paywall também estão na assinatura, com nomes como TechCrunchVulture, Los Angeles Times.

O aplicativo Apple News, que ainda não está disponível no Brasil, o primeiro mês de acesso é gratuito. Estados Unidos e Canadá são os dois primeiros países com acesso ao serviço, com, Reino Unido e Austrália chegando a partir do segundo semestre deste ano. Não há previsão de lançamento no Brasil.

Tim Cook falando do Apple Card

Apple Card

Esse para mim é estrela do evento. Segundo a empresa já foram realizadas mais de 10 bilhões de transações com o Apple Pay, serviço de pagamento móveis da Apple. E até o final do ano o serviço estará disponível em mais de 40 países. Então por isso a empresa surpreendeu a todos com o lançamento de um cartão de crédito digital: o Apple Card.

Apple Card

O Apple Card é um cartão de crédito, tanto físico como virutal em parceria com banco Goldman Sachs e a MasterCard de forma a oferecer uma taxa de juros mais baixa, programa de vantagens, segurança e privacidade. Todo o controle de compras do Apple Card será registrado no Apple Wallet do iPhone, ou seja, chega de faturas em papel! Além disso a fatura foi repensada para demonstrar onde você gastou o valor, pois ele usa a geolocalização aliada ao endereço retornando assim o local exato da compra ao invés de somente nomes. Graças a inteligência artificial (Machine Learning) o Apple Card dividirá os gastos em categoria, como alimentação e entretenimento, e cada categoria será dividida por uma cor, para facilitar a visualização.

cartão minimalista

O cartão físico foi repensado para ser minimalista e livre de informações desnecessárias, ele será criado para aqueles casos que as máquinas não reconhecem o Apple Pay. Infelizmente o serviço chegará no segundo trimestre de 2019 e será restrito aos Estados Unidos.

Apple Arcarde

Apple Arcade

Nitidamente a Apple também resolveu fazer algo em resposta ao Google Stadia, porem em menor escala. Esse será o Apple Arcade, a plataforma de assinatura de jogos.

Apple Arcade permitirá jogos off line

Porque eu disse que é uma resposta ao Google ? Porque o Apple Arcade assim como o serviço do Google será um serviço de assinatura de games que dará acesso a centenas de jogos exclusivos. Deixa eu me explicar antes que eu apanhe, o Apple Arcade será diferente pois primeiro só funcionará em dispositivos Apple, desktop, TV, iPhone, iPad, Mac e Apple TV, o segundo ponto é que o jogo poderá ser jogado offline. A plataforma deverá ser lançada no último trimestre de 2019, será oferecido em 150 países quando for lançado, mas não teve o valor de assinatura divulgado.

Apple Arcade contará com diversos títulos exclusivos

A lista de possíveis jogos não está definida, mas no site da Apple Arcade é possível se inscrever e ficar por dentro das próximas novidades que serão divulgadas.

Apple TV+

Outro ponto que a Apple resolveu dar uma repaginada foi o Apple Tv, que passa a ser agora a Apple TV +. Para melhorar a experiência será criado o Apple TV Channels, onde além do tradicional catálogo de filmes já presentes na Apple, a empresa quer apostar em conteúdos e séries originais.

A ideia do serviço é oferecer sugestões de séries e filmes vindos de 150 serviços de streaming, com produções de outras produtoras, por meio dos canais Amazon Prime Video, Hulu, HBO e Showtime. A idéia do serviço é unificar tudo em uma única plataforma, onde se possa comprar ou alugar filmes, ter transmissões ao vivo e ainda ter conteúdo voltado para crianças.

O app Apple TV será distribuído para o iPhone, iPad e Apple TV em mais de 100 países através de uma atualização de software em maio. Ele estará disponível nas smart TVs da Samsung no segundo trimestre; chegará ao macOS no terceiro trimestre; e virá futuramente às TVs da LG, Sony Amazon Fire TV e Roku.

Claro que alguns serviços serão cobrados juntos outros como transmissões de jogos talvez tenha que se contratar a parte. Porem ainda não há um preço e nem os países que receberão o serviço, mas tudo será divulgado no terceiro trimestre.

Bem como sempre resta aguardar os serviços entrarem em funcionando nos Estados Unidos para somente depois dizer a quais países eles irão funcionar. A única certeza que temos é que o Apple Card não virá ao Brasil, pois será exclusivo ao consumidor americano.

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.