Google Meet ganha legendas em português para todos os usuários

Com a chegada das festas de final de ano e a continuação do período de quarentena em diversas partes do mundo por conta da COVID-19, cada vez mais pessoas estão recorrendo às plataformas digitais para se manterem conectados. Segundo levantamento interno do Google Cloud, o Meet, plataforma de videoconferência do Workspace, teve um pico de 235 milhões de participantes de reuniões diárias e mais de 7,5 bilhões de minutos de videoconferências diárias entre julho e setembro deste ano. Com isso em mente, a plataforma agora anuncia a disponibilidade de quatro novos idiomas para suas legendas simultâneas: português brasileiro, alemão, espanhol (Espanha e América Latina) e francês. A funcionalidade nestes idiomas chegará a todos os usuários do Google Meet, gratuitos e pagos, no início de 2021, junto do suporte aos aplicativos para Android e iOS. 

Ajudando a criar chamadas mais inclusivas

O Meet conta com uma ferramenta que gera legendas em tempo real, utilizando a tecnologia de Speech-to-Text (fala para texto) inteligente do Google para ajudar os participantes das videochamadas a acompanhar o que está sendo dito. Com ajuda da inteligência artificial, a solução é capaz de ler simultaneamente o que está sendo dito e até identificar expressões de outros participantes. A solução, até então disponível em inglês, ajuda a tornar os encontros mais inclusivos e acessíveis para participantes com algum grau de deficiência auditiva, ou aqueles que ingressam em uma reunião em ambientes barulhentos, ou ainda se a chamada for em outro idioma.

Com muitas escolas ao redor do mundo se adaptando para o ensino à distância, as legendas podem ajudar quando várias crianças de uma única família estão ingressando em suas próprias aulas, no mesmo espaço, tornando mais fácil acompanhar, mesmo se outra pessoa estiver falando. Para organizações que adotam políticas de trabalho remoto flexíveis, as legendas podem ajudar para que membros de uma mesma equipe se sintam incluídos durante as videochamadas.

Essa novidade se une às outras duas lançadas no início deste ano para a plataforma, as salas temáticas e os relatórios de frequência, para ajudar os educadores a administrarem grandes turmas de forma mais eficaz à medida que transacionavam para o ensino à distância.

Outro aprimoramento foi a implementação da ferramenta de “levantar a mão” em algumas edições do Google Workspace, para que os usuários agora possam indicar que gostariam de falar ou fazer uma pergunta. Em grandes reuniões, isso ajuda a aumentar a participação, sem interromper o fluxo da conversa. E nas aulas virtuais, os educadores podem identificar alunos que possam precisar de ajuda ou que tenham uma dúvida mais urgente, sem interromper o fluxo das aulas ou discussões.

Chamadas ilimitadas até março

Em setembro, o Google anunciou a ampliação do prazo para reuniões de até 24 horas pelo Google Meet para 31 de março de 2021, para todos aqueles que possuem uma conta pessoal de Gmail. O objetivo da ação é manter as pessoas unidas durante o período de festas de final de ano e férias escolares. Confira mais detalhes no Blog do Google Brasil.

É possível acessar o Google Meet de diversas formas: pelo site meet.google.com, pelo aplicativo para mobile (Android e iOS), pelo Google Agenda, pelo Gmail – versões desktop e mobile – e via pacotes do Workspace e G Suite for Education.

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]