Anker dá dicas sobre tipos de carregadores para celular e explica os diferenciais de cada tecnologia

Os aparelhos celulares evoluíram e os carregadores também. Hoje, parafornecer a energia necessária a dispositivos cada vez mais robustos e com baterias cada vez maiores, e atender a usuários com diferentes prioridades, o mercado oferece grande variedade de modelos e tipos de carregadores. Com tantas opções, a escolha nem sempre é fácil, principalmente para quem não entende do assunto. Para explicar cada tecnologia, suas vantagens e diferenciais, Gustavo Massette, responsável na Positivo Tecnologia pela unidade de negócios Anker, líder em vendas de produtos de carregamento na Amazon de diversos países, listou algumas dicas para acertar no momento da compra. 

“O mercado de carregadores para celulares está bastante aquecido e empresas como a Anker têm se dedicado intensamente a evoluir as tecnologias em muitos aspectos, do tamanho à potência desses produtos. Em breve, traremos para o Brasil ainda mais opções de produtos que permitirão aos usuários recarregarem seus aparelhos com mais praticidade e em um tempo menor”, diz Massette. 

Atualmente, a maioria dos aparelhos móveis mais vendidos do mercado contam com tecnologia de carregamento rápido, cujos principais protocolos são Power Delivery (PD) e Quick Charge (QC). “Estas tecnologias permitem que o aparelho e o carregador façam o “handshake”, ou “conversem”, para que o fornecimento de energia seja otimizado e seguro. Como exemplo, desde o iPhone 8 os aparelhos da Apple são compatíveis com o protocolo PD, e até a linha iPhone 11 o limite de potência era 18W, apesar da fabricante fornecer carregadores de apenas 5W junto com o smartphone. Ou seja, é preciso um carregador mais potente para usufruir do carregamento rápido nestes modelos”, explica Massette. 

A Anker, com sua tecnologia exclusiva PowerIQ 3.0, consegue juntar diversos protocolos de carregamento rápido em uma única saída do carregador. Com o PowerPort III Pod 65W , que já está disponível no Brasil, por exemplo, é possível carregar dispositivos que possuem QC 3.0 ou PD de forma rápida, com até 65W. 

O conforto do carregamento sem fio já é uma realidade e tem como principal tecnologia a forma por indução (Qi). “A vantagem desse tipo de recarga é a praticidade, já que basta posicionar o celular em um pad e o carregamento inicia, mas ainda existe uma limitação na velocidade e costuma ser mais caro”, explica o responsável pela Anker na Positivo Tecnologia. 

Recentemente, a Anker expandiu seu catálogo de carregadores no Brasil com o modelo Wireless Anker PowerWave II Pad . Poderoso, acessível e inteligente, este carregador sem fio se ajusta automaticamente entre os modos de carregamento de 5, 7.5, 10, e 15W, garantindo recarga otimizada para diversos dispositivos. Conta ainda com anéis antiderrapantes que mantém o telefone na posição correta, mesmo quando está carregando e vibra com a entrada de ligações ou mensagens. É compatível com os aparelhos com tecnologia Qi, como iPhone (do 8 em diante), Galaxy (do S6 em diante), Galaxy Note (do 5 em diante) e até acessórios, como AirPod e Galaxy Buds. 

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]