Moto One [Análise / Review]

O Motorola One é o primeiro smartphone do programa Android One, do Google, a chegar ao Brasil. Trazendo de volta a velha discursão sobre o Android puro, ou sem muitas modificações por parte da fabricante. Por um lado também diz ao usuário que ele está entre os primeiros a receceber os updates mais rapidamente que os demais Android.

Outra parte de usar um Android One é que você não precisa de um hardware poderoso, que é exalante o que a Motorola entrega no Motorola One um hardware mais simples, que no momento deste review ainda está com Android 8.0.  Ele tem um processador Snapdragon 625, 4 GB de RAM, armazenamento interno de 64 GB e  bateria com capacidade de 3.000 mAh.

Bom vamos pensar será que o Motorola One copiou ou não o iPhone X ? Sim ele tem um notch que apareceu com o iPhone e a Motorola resolveu ter seu primeiro dispositivo com tela com notch, dentinho ou seja lá como você deseja chamar. Diferente dos concorrentes eu não consegui esconder o notch do Motorola One. Mas Mesmo ele estando ali ele serve para hospedar bem dos lados direito da tela a bateria com indicador de porcentagem da bateria e do lado esquerdo temos o horário. 

A tela do Motorola One é de 5,9 polegadas conta com cantos arredondados, em um painel LCD com resolução Full HD a 1520 x 720 pixels com brilho razoável.

Na parte traseira temos o leitor de impressões digitais ficou um charme a parte pois está sobre o logotipo da Motorola, particularmente gostei muito principalmente pela posição. 

Duas câmeras sendo uma mono e mais um leitor de digital bem posicionado

Como o processador está na relação dos que tem menor consumo de energia, os 3.000 mAh da bateria  aliados a um uso leve, é possível passar o dia com bateria de sobra algo próximo a 10h, vale lembrar que meu uso é bem mais elevado que a média de um consumidor comum. Quando eu aliviei um pouco meu uso do Motorola One

Para quem está preocupado com as câmeras, mesmo para um modelo modesto o Motorola One tem na parte traseira duas câmeras, são de 13 megapixels e apenas 2 megapixels, essa mais fraquinha é para fazer fundo desfocado famoso efeito bokeh. Quando se trata dessas fotos do dia a dia, o Motorola One é tudo bem, mas é bom evitar muitos movimentos quando for fotografar, e você obterá resultados satisfatórios. Agora com poucos luz, infelizmente você terá bastante ruído. Na frente, o sensor tira fotos de, no máximo, 8 MP é bom mas exige um pouco de paciência para isso, mas dá para tirar algumas selfies bacanas para as redes sociais. É só tomar cuidado para garantir uma iluminação razoável para destacar o seu rosto.

Confira algumas fotos:

Vale a pena?

O Motorola One é bom para aqueles usuários que querem um smartphone simples, a configuração de hardware poderia ser melhor, não é um produto ruim, mas quem gosta de tirar fotos e consome muitos vídeos no celular talvez seja melhor investir em um outro modelo.

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.