Como manter o controle financeiro?

A maneira mais fácil de conseguir ter controle financeiro é cuidando do seu dinheiro. É a partir desse processo que você entende melhor a sua renda, as suas despesas e a melhor forma de fazer seu dinheiro sobrar no final do mês. Aliás, dinheiro administrado para que você tenha uma reserva de emergência, possa investi-lo e multiplicá-lo. 

Outro ponto sobre o controle financeiro não é somente sobre o dinheiro em si, mas a qualidade de vida que é proporcionada a partir dele. 

Não é nada bom para a saúde, ter preocupações constantes em fechar o mês no vermelho. O importante é evitar o estresse além do desgaste emocional, sabendo que seu planejamento financeiro pessoal conseguirá ser cumprido, podendo focar no que realmente importa para vida: ficar com a família.

Se você quer entender mais sobre esse conceito da educação financeira e conseguir colocar em prática na sua vida, continue com a gente, deslizando para baixo!

Afinal, o que é o controle financeiro?

Basicamente o controle financeiro pessoal é a prática de organizar todas as suas receitas e despesas em um determinado período, normalmente dentro de um mês. Nesse controle tanto despesas gerais como contas fixas são consideradas.

Praticar esse conceito da educação financeira é importante, já que evita o descontrole econômico. Uma das grandes razões disso é que a maior parte das pessoas não têm ideia de quanto ganham e muito menos, quanto gastam por mês.

Diferença do controle para o planejamento financeiro

O planejamento financeiro e o controle são atividades totalmente interligadas. Mas a diferença é que o planejamento determina as metas e as ações para alcançá-las. 

Já o controle será usado como um conjunto de medidas para verificar se o seu planejamento financeiro pessoal está sendo executado e quais as medidas necessárias para corrigir possíveis falhas e erros.

Retomando o controle das finanças

Você deve estar pensando agora, mas o que eu posso fazer para conseguir retomar o controle das minhas finanças?

Tenha o controle de gastos e receitas

O primeiro passo para a tranquilidade é ter controle sobre seus gastos e receitas. Para isso, basta montar uma planilha (você pode usar o Excel, um aplicativo disponível para celular ou um caderno). Separe todas as despesas, organizando-a por categorias. 

Depois faça o mesmo com a sua receita. Não deixe de adicionar, inclusive, quantias pequenas, como um gasto com um café pós-almoço. A partir desse documento, você conseguirá saber quais despesas podem ser reduzidas ou, melhor, aquilo que não faz mais sentido ao seu planejamento financeiro pessoal. 

Defina metas e objetivos financeiros

Quando falamos sobre definir metas, elas permitem que você tenha ainda mais foco com o seu controle financeiro, tornando mais fácil organizá-lo. Você compreenderá ainda mais os motivos para essa mudança de hábito e fará de tudo para alcançá-los. 

Esse é exatamente o papel do planejamento financeiro pessoal. Então, caso você esteja sonhando com a casa própria ou realização de uma pós-graduação no exterior, coloque esse objetivo como prioridade e relacione sempre a qualquer atitude que você tiver com seu dinheiro. 

Controle de cartões de crédito

Primeira coisa: caso você tenha mais de um cartão, dificilmente conseguirá ter controle. Fique apenas com um deles.

Outro grande problema é que as pessoas esquecem que o cartão de crédito é uma ferramenta nas suas finanças e não um dinheiro a mais no final do mês. Esse tipo de atitude pode impactar negativamente seu orçamento, já que:

  • Você perderá o controle facilmente, gerando juros e dívidas;
  • Será impossível ter uma reserva de emergência.

O cartão de crédito é um poderoso aliado, mas procure lembrar que ele é um dinheiro emprestado. Estipule um valor máximo por mês para usá-lo, de preferência quando não existir desconto para pagamentos em dinheiro.

Controle de contas bancárias

Muitas instituições financeiras hoje têm aplicativos que você consegue baixar no seu smartphone e ter acesso a todo seu extrato. Inclusive com detalhes do dia, hora e local em que você pagou determinada conta. 

Aproveite esse benefício e use para conseguir ter o controle necessário para atingir o seu planejamento financeiro.

Como o controle pode ser um aliado das finanças

Os impactos de um bom controle financeiro são inúmeros e o principal é você conseguir conhecer de perto suas finanças. Por exemplo, caso exista algum gasto emergencial, você conseguirá resolver o problema sem que isso vire uma dor de cabeça. 

O importante sempre é frisar sobre a importância de conhecer mais sobre educação financeira, sendo que o controle financeiro permite você conseguir administrar melhor seu dinheiro e conseguir realizar sonhos. 

Importante em todos os sentidos

Pronto! Você tem bons motivos para começar a elaborar um controle financeiro eficiente.

Lembre-se que não é somente importante conseguir lidar com seu próprio dinheiro e atingir seu planejamento financeiro, mas esses pontos podem ser usados também caso você empreenda.

Você gostou das dicas acima? Deixe nos comentários abaixo para sabermos mais!

Rafael Mota

*Tech/creator do Inteligência Móvel (IM) * Nerd/geek (Pete Mineiro ⛏ da Cavalaria Geek). * [email protected]