Samsung Galaxy J3 traz componentes que otimizam o desempenho

Por -

Processamento, memória do aparelho e bateria garantem bom funcionamento em aplicativos, vídeos e músicas

Samsung Galaxy J3 traz componentes que otimizam o desempenho

Samsung Galaxy J3 traz componentes que otimizam o desempenho

Ouvir música indo ao trabalho, tentar passar uma fase no jogo preferido ou então assistir mais um episódio da série. São várias as funcionalidades de um smartphone e para que o desempenho esteja alinhado com os anseios do consumidor, é necessário construir um aparelho que aguente as tarefas do dia a dia.

E o que torna isso possível? Entre os diversos fatores, o mais importante é encontrar um perfeito equilíbrio entre processador e memória RAM. Um componente ou outro em excesso pode, ao invés de influenciar positivamente a performance, não resultar em benefício algum para o consumidor.

O processador é responsável pelo raciocínio do smartphone e responde a cada comando executado pelo usuário, seja para abrir um aplicativo, registrar imagens ou ouvir música. No Galaxy J3, um chip Quad-core de 1.5 GHz, garante um desempenho mais rápido, graças à presença de um processador com quatro núcleos trabalhando em alta frequência.

Mas este não é o único responsável pelo bom funcionamento do smartphone. A memória RAM funciona como um aliado do processador e é fundamental para um desempenho equilibrado. Isso porque cada vez que um aplicativo é aberto no celular, ele fica armazenado temporariamente na memória RAM, para garantir mais agilidade na execução das tarefas, evitando possíveis engasgos ou travamentos durante o uso.

Isso ocorre porque todo jogo, foto, música ou vídeo aberto em um smartphone consome um espaço da memória para funcionar. Se o usuário, por exemplo, está acostumado a utilizar um aplicativo de mensagens ao mesmo tempo em que tem aberto sua rede social favorita, o aparelho precisa de memória RAM suficiente para acompanhar este processo. Os 1,5 GB de RAM presentes no Galaxy J3, permitem uma experiência equilibrada para quem procura um aparelho robusto capaz de executar diversos aplicativos de forma simultânea.

Ainda assim, ter componentes que tornem a experiência do usuário melhor pode não ser o suficiente, caso o aparelho não consiga entregar suas funcionalidades por um longo período de tempo. Desta maneira, é fundamental ter uma bateria com energia o suficiente para a correria do dia a dia. O Galaxy J3, por exemplo, tem em sua composição 2.600 mAh reservados para isso.

“Saber trabalhar com componentes que melhorem o desempenho de um smartphone é uma prioridade da Samsung. O Galaxy J3 sintetiza o funcionamento adequado entre processador e memória, o que acaba destacando o aparelho no mercado”, afirma Renato Citrini, Gerente Sênior de Produto da Divisão de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil.

Analista de Sistemas em tempo integral. Sou uma pessoa que ama animais e vídeo-games.
Ainda está explorando o mundo e pensando em ser pai. No máximo conheço de alguns Gadgets, computadores e animais mas ainda não tem em seu sistema o programa filho 0.1. Fã de Apple e seus produtos desde quando adquiriu que conheceu o Amiga (primeira Fenasoft). Não desgruda do seu iPhone e costuma trabalhar num iMac 21 polegadas, mas também usa um iPad e AppleTv, acredito em JailBreak e vê recursos muito bons porem não curte fazer por ter princípios próprios.

► YOUTUBE: https://goo.gl/R07Uod
► INSTAGRAM: https://goo.gl/UeCasA
► TWITTER: https://goo.gl/NMiYy1
► FACEBOOK: https://goo.gl/pg1PKL
► SNAPCHAT: https://goo.gl/UtKQdF
► ME ADICIONA: https://goo.gl/3noz3c

Deixe uma resposta