Moto Z – Analise Completa

Por -

Um modular de peso no Brasil

moto_z_7961

A Lenovo trouxe o seu primeiro smartphone modular ao Brasil, seguindo a idéia do project Ara do Google (http://www.inteligenciamovel.com.br/project-ara-do-google-faz-nova-aparicao-em-google-io/) , o Moto Z  chega com um design extremamente fino, bastante poder de processamento, 64 GB de armazenamento e suporte aos Moto Snaps, os módulos que se encaixam ao corpo do aparelho e adicionam novas funcionalidades. O preço por hora não é um dos grandes atrativos do modelo porem munido dos Moto Snaps ele começa a ficar interessante.

moto_z_1440

Kit do Moto Z enviado para a analise

O Moto Z inicia seu preço de vendas em R$ 3.199 reais, nesse kit padrão são entregues uma traseira de couro ou madeira e uma bateria externa de 2.220 mAh, vou detalhar melhor os Moto Snaps mais abaixo.

De início o Moto Z chama atenção pelo design extremamente fino, o smartphone da Lenovo possui apenas 5,2 mm. Isso acabou gerando um calombo na região da câmera traseira e também a remoção do conector de fones de ouvido de 3,5 mm — ou seja a Apple não foi a primeira e sim a Lenovo/Motorola, mas ai ninguém vai falar né! da mesma forma que a Apple aqui ou se usa caixas de som bluetooth, incluindo fones ou se usa o conector e usa o fone tradicional, vale lembrar que se optar por usar a conector tradicional ainda não temos um divisor de entradas para o Moto Z.

O kit padrão do Moto Z já entrega uma traseira de couro ou madeira e até uma bateria externa de 2.600 mAh, isso é claro estou falando do Moto Z, pois já temos uma variante com um pouco mesmo de configuração mas não é capado que é o Moto Z Play (Moto Z Play preto e prata + Moto Style Shell Nylon Balistico Rouge – R$ 2.199,00), ele é apenas um pouco diferente dessa versão que vou considerar como “premium”, lá fora também temos a versão Z force, que é o que o nome diz ele pode pular do 11º andar que sai inteiro.

O Moto Z foi projetado para ser totalmente modular e por isso a Lenovo fez questão de deixa-lo fino, justamente para receber os módulos nomeados por Moto Snaps e desta forma manter o aparelho com uma espessura aceitável, ele ficaria grosso demais com qualquer módulo, então faz sentido que o corpo seja bem compacto.

moto_z_1451

O meu review digamos que não foi só meu pois fiz questão de entregar na mão de muitas pessoas próxima e mostrar o Moto Z como ele realmente é,  o  que se pode fazer com ele,  lógico que tive as mais diversas reações. Ele puro sem nenhum snap é bonito, ainda mais no dourado, porem fica marcas de dedo e também a câmera fica saltada, ai entra o snap básico que no meu caso foi o de madeira, mas se fosse o couro ou mesmo o nylon balístico eram lindos.

Marcas de dedo no dourado se você desejar usar sem nenhum Moto Snap

Marcas de dedo no dourado se você desejar usar sem nenhum Moto Snap

A bateria do Moto Z no meu uso atingiu a 12h, porem como ele vinha com um módulo extra de bateria da Inspiro, me garantiu um dia e meio de bateria. Na caixa ainda veio um bumper de plástico que dá um charme a mais no Moto Z e como você sempre vai estar usando um snap ele nem parece estar ali, ele realmente se incorpora ao Z.

Bumper obrigatório no Moto Z, pois ele é muito liso

Bumper obrigatório no Moto Z, pois ele é muito liso

Sou fã de branco com dourado, porem no Moto Z eu já não gostei muito do branco na dianteira, primeiro porque todos os sensores ficam bem mais visíveis e segundo porque o snap da Inspiro que é o snap de bateria também é branco assim como o snap de som da JBL, e sim eles ficam sujos com mega facilidade. O sensor de digital na parte da frente chama bastante atenção e é muito rápido, porem a Lenovo poderia ter usado esse sensor como um botão, muitos que colocaram a mão no aparelho iam direto no sensor achando que era um botão, então fica a dica para Lenovo converter essa “pedrinha de digital” em um botão em breve. Outro destaque para o leitor de digital do Moto Z é que com ele você pode ligar a tela e desbloquear o aparelho com apenas um toque, isso é muito top. Isso não ocorre em outros leitores biométricos, normalmente você acende a tela para depois desbloquear.

Sensor de digital, muito rápido e preciso

Sensor de digital, muito rápido e preciso

A tela é Quad HD Amoled de 5,5 polegadas tem brilho satisfatório, que não deve gerar problemas com a luz do sol. Não que se faça isso com freqüência, mas sim dá para usar na rua ou até mesmo dentro do carro sem problemas.

O Android que veio no Moto Z foi o Android 6.0.1 Marshmallow, ele está quase puro, com poucas personalizações, que basicamente são as Moto ações, que nossa é realmente show de bola principalmente para uso da câmera, claro que também temos as funções de lanterna balançando o aparelho o Moto Voz e o Moto Tela, para quem não conhece as funções Moto elas são ações que você pode fazer no aparelho com o comando de voz, no caso do Moto Voz, o Moto Tela mostra as notificações com o aparelho bloqueado e permite que você interaja com elas.

Contato de ligação dos Moto Snaps com o Moto Z

Contato de ligação dos Moto Snaps com o Moto Z

A câmera do Moto Z para o meu uso é boa, afinal ele tem um sensor de 13 megapixels que faz boas fotos mesmo em condições de baixa iluminação, mas em fotos noturnas vi que temos alguns “ruídos”, isso me incomodou um pouco, outro detalhe nas fotos a noite achei que dava uma “estourada” nos brancos, nada absurdo ou que atrapalhe ao usuário padrão, mas com o tempo vou ficando chato com isso. Isso tudo sem falar falar em snap tá!, somente usando o Moto Z na forma padrão. A câmera frontal conta com 5 megapixels, faz boas selfies assim como todo top e linha da Moto, ele colocaram um flash LED na câmera frontal, ajuda bastante se você estiver em ambientes mais escuros. Para os YouTubers ou amantes de vídeo, consegui filmar em 4k sem o Moto Z reclamar que estava ficando quente.

Confira algumas fotos feitas com o Moto Z.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O modelo do Moto Z que eu testei tinha Snapdragon 820 (de 1,8 GHz), 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, vou dizer que nem coloquei microSD, mas ele suporta até 2TB, a parte chata da bandeja é que ou você usa dois SIM cards ou um único SIM e microSD, com 64 GB por hora não senti necessidade do usar o microSD.

Para deixar o Moto Z fico a bateria é de 2.600 mAh, é claro que não chegou no final do dia no meu padrão de uso, novamente não vou falar do snap de bateria agora, mas com o meu dia a dia precisei recarregar no meio do dia. A parte boa ele tem carregador turbo com USB-C em 20 minutos você já tá pronto para mais horas de trabalho e uso intensivo.

Vamos aos Snaps!

Vamos aos falar de Moto Snaps separadamente pois cada módulo tem sua particularidade e sua função. A várias parte importante quando se fala nos Moto Snaps é que eles são “acessórios” que você pode adicionar ao seu Moto Z, para transforma-lo em algo bem mais poderoso. Segundo ponto importante de se saber sobre os Moto Snaps é que você não precisa desligar o seu Moto Z em momento algum para adicionar um Snap, é só plugar e sair usando ou só desplugar e voltar ao normal, sim é ridículo plugar e desplugar um Snap.

moto_z_shells

Moto Style Shell

O primeiro Moto Snap é algo simples é o Moto Style Shell, ele é simplesmente uma tampa para os contatos magnéticos do Moto Z, o preço da Shells começa em R$ 99,00, a que eu recebi foi imitando madeira, muito bonita e combinou pacas com o Moto Z branco, você ainda pode comprar um Nylon Balístico Rouge que com o branco fica muito show de bola. Os Moto Style Shell são focados em dar estilo ao seu Moto Z, porem sem agregar nenhuma funcionalidade, somente visual.

Moto Snap JBL SoundBoost bonito e com som poderoso

Moto Snap JBL SoundBoost bonito e com som poderoso

O próximo Snap que a Lenovo emprestou foi o Moto Snap JBL SoundBoost, aquele módulo de som que é top, ele serve para dar uma elevada no volume do seu som. No caso do Snap JBL SoundBoost, você pode conectá-lo mesmo durante uma execução de música, sem a necessidade de reiniciar o aparelho ou ter que apertar novamente o botão play. Consegui duas horas de reprodução continua em precisar recarregar o Moto Snap JBL SoundBoost, acho que ia até mais mas não continuei, ele pode ser recarregado individualmente ou junto do smartphone, o que for mais cômodo para o dono. O preço deste Moto Snap JBL SoundBoost atualmente começa é de R$ 699.

InstaShare projector um cinema com você

InstaShare projector um cinema com você

Para os amantes de filmes, YouTube ou games, ai fica o meu preferido o Moto Snap projetor InstaShare, como o nome já disse sim ele é um projetor de filmes, apresentações, games o que você conseguir colocar na tela do seu smartphone estará projetado. Ele consegue reproduzir imagens de até 70 polegadas em qualquer superfície e em praticamente qualquer ângulo, dada a versatilidade da sua base, fora que ela conta com ajustes de trapézio bastando o proprietário dar um toque no botão liga e desliga surge o menu de ajustes e também conta com ajustes de foto em um outro botão físico no snap. A lâmpada deste projetor é de LED, então vai durar muito sem precisar de manutenção. Aqui fica um teste que infelizmente perdi nas fotos, mas deu para colocar emulador de games e usar o controle do Playstation 3 para jogar no projetor, ou seja, seu videogame portátil em 70 polegadas onde você estiver. Ele vem uma bolsa para transporte para evitar dano, porem uma recomendação cuidado com as borrachas da base, no meu caso eles ameaçaram a se soltar. O tempo de bateria deste snap também foi próximo das 2h contínuas reproduzindo filme, ele tem uma bateria própria e pode ser recarregado separadamente ou junto do Moto Z. O preço do Moto Snap projetor InstaShare é de R$ 1.499,00

Incipio offGRID Power Pack

Incipio offGRID Power Pack

Agora o Moto Snap mais importante de todos, não que os outros não sejam importantes, mas esse aqui foi o meu mais querido Incipio offGRID Power Pack, esse power pack não fica aquele calombo no smartphone e oferece mais 22 horas de bateria para o smartphone. Com ele eu conseguia chegar a quase dois dias de uso, fora que tirando o Moto Style Shell é o módulo mais fino que o Moto Z oferece. Uma coisa bacana nesse módulo é que ele pode ser ativo quando o seu smartphone passa dos 80% de bateria ou a cada vez a toda hora, ele tem a mesma potência de carga da bateria do Moto Z de 2220 mAh e segundo a Lenovo/Motorola ele deve durar 20h, não na minha mão é claro, rs. Esse é o único módulo que não consegue até agora ser recarregado separadamente do smartphone, ele precisar estar junto do Moto Z para ser recarregado, fora que é também o módulo que menos você irá remover do Moto Z. Aqui o meu mi mi mi, como o meu módulo foi branco achei que ele suja muito e não é fácil de limpar. O preço do Incipio offGRID Power Pack é de R$ 399,00

moto-mods-hasselblad-pdp-specsexpanded-d-row

Hasselblad True Zoom ainda não está a venda, mas é show!

O quarto membro da família Snap que a Lenovo trouxe para o Brasil não foi entregue só pude usa-lo no dia do evento que foi Hasselblad True Zoom, ele é um módulo de fotografia muito, mas muito bom com zoom óptico de 10X, flash em Xeon, grip (aquela lombadinha de câmera) para segurar o aparelho como uma câmera profissional, obturador e controles físicos de zoom, além é claro que zoom digital do Moto Z, juntos no dia do evento chegou a 14X de zoom, claro que ai as fotos ficam tremidas pois é muito zoom. Uma coisa legal é que as fotos feitas com ele podem ser em RAW que é um formato de foto para quem quer tratar em detalhes uma fotografia, é mais para uso profissional.O preço do Hasselblad True Zoom é de R$ 1.499,00

Developer kit permite inclusão de Arduino como parte da criação

Developer kit permite inclusão de Arduino como parte da criação

E como a Lenovo/Motorola querem manter esse mercado de Moto Snaps ainda mais aquecidos eles criaram o MotoMods Developer, um Snap para quem quer criar seu próprio Snap, nem vou entrar muito em detalhes dele, pois ele é muito específico e contém vários e vários outros módulos para criação. Esse Snap também não está no Brasil é preciso importar e começa em US$ 125, mas garante que empresas podem lançar os seus módulos e dar uma vida mais duradoura ao Moto Z.

Conclusão

O Moto Z tem muito a crescer, o preço de início pode não ser convidativo, pois pode perder para outras marcas, mas a vantagem de ser modular faz dele uma boa escolha. Como tenho dito ele foi uma novidade para um mercado que ninguém conhece que é o dos smartphones modulares, espero que as empresas criem mais módulos e façam o mercado do Moto Z crescer ainda mais.

Analista de Sistemas em tempo integral. Sou uma pessoa que ama animais e vídeo-games. Ainda está explorando o mundo e pensando em ser pai. No máximo conheço de alguns Gadgets, computadores e animais mas ainda não tem em seu sistema o programa filho 0.1. Fã de Apple e seus produtos desde quando adquiriu que conheceu o Amiga (primeira Fenasoft). Não desgruda do seu iPhone e costuma trabalhar num iMac 21 polegadas, mas também usa um iPad e AppleTv, acredito em JailBreak e vê recursos muito bons porem não curte fazer por ter princípios próprios.► YOUTUBE: https://goo.gl/R07Uod ► INSTAGRAM: https://goo.gl/UeCasA ► TWITTER: https://goo.gl/NMiYy1 ► FACEBOOK: https://goo.gl/pg1PKL ► SNAPCHAT: https://goo.gl/UtKQdF ► ME ADICIONA: https://goo.gl/3noz3c

Deixe uma resposta