Andy Rubin, o pai do Android, está deixando a Google

Para quem não sabe, Andy Rubin, é considerado o pai do Android, e até o ano passado tinha nas mãos o controle da direção de desenvolvimento do amado sistema do robozinho verde.  Muito foi dito sobre ele, desde que ele passou o controle do Android para Sundar Pichai, em 2013. Mas o fato, de ser um dos criadores do Android, garante um status VIP para o Sr. Rubin. Por isso causou grande estranhamento na comunidade de tecnologia internacional o fato de que ele está deixando a Google.

andy-rubin

Mas é verdade. Andy Rubin está deixando a Google e a divisão de Robótica, onde ele estava, que passará para o cientista pesquisador James Kuffner, do próprio Google.

Em um uma nota sobre a saída de Andy Rubin, o CEO da Google, Larry Page, disse que deseja o melhor para Rubin. “Com o Android, ele criou algo extremamente memorável — com mais de um bilhão de felizes usuários. Muito obrigado.”

Mas os verdadeiros motivos para a saída de Rubin não ficaram claros. Uma fonte relatou ao Wall Street Journal que ele estava “enfrentando restrições em suas atividades” dentro do Google, o que era contra seu estilo empreendedor. Rubin negou isto, e disse que “nunca teve nenhum problema relativos a sua independência” e que ele “simplesmente queria fazer algo novo”.

Para o futuro, Andy Rubin irá ajudar startups a construir novas tecnologias de hardware. Isso inclui um grande número de produtos, e enquanto não se sabe ainda quando veremos trabalhos de Rubin na área Mobile novamente, estaremos sempre interessados em saber o que está fazendo e seus projetos, graças às suas contribuições ao Android e ao mundo Mobile como um todo.

Via AndroidAndMe