75% dos brasileiros usa smartphones para acessar redes sociais

Por -

Segundo a pesquisa Consumidor Móvel 2013, realizada pela Nielsen provedora global de informações e insights sobre consumidores, smartphones para os brasileiros serve mesmo é para navegar por redes sociais.

quais_apps_usamos

 

O estudo indicou que 75% dos usuários desses dispositivos digitais usam o aparelho primariamente para acesso a redes sociais. O uso ultrapassa a Rússia (59%), Índia (26%), China (62%) e até mesmo os Estados Unidos (63%).

Segundo a Nielsen, 84% dos brasileiros entre 16 e 64 anos utilizam algum tipo de celular, sendo 44% aparelhos básicos, 36% smartphones e 21% multimídia. Dos BRICS, a China é a que mais possui smartphones (66%) e a Índia apresenta o menor índice (10%).

Além disso, 48% da população brasileira tem mais de um aparelho celular. Na Rússia, o cenário é parecido com 51% e na China com 36%. Para 75% dos brasileiros, a principal função do smartphone é acessar as redes sociais,

De acordo com o Thiago Moreira, diretor de Telecom da Nielsen, ter mais de um celular ou um aparelho com mais de um chip é comum nos países em desenvolvimento, onde a modalidade de pagamento pré-pago é dominante. “Dessa forma, os consumidores aproveitam as promoções das operadoras”, esclarece o executivo.

Sobre o uso das redes sociais em aparelhos móveis, Moreira, diz que “o Brasil já se destacava pela expressiva participação nas redes sociais, portanto o efeito foi replicado no mundo móvel”. Moreira lembra que a plataforma móvel é, para alguns, uma extensão da conexão à internet, e para outros, o seu único ponto de contato com o mundo digital.

Quando se trata da preferência por aplicativos, 68% dos brasileiros baixam jogos, 67% apps de redes sociais, 51% apps para mapas e pesquisas e 49% apps de vídeos. E 33% dos que acessam vídeo o fazem mais de duas vezes ao dia.

O Relatório Sobre o Consumidor Móvel de 2013 da Nielsen consolida constatações de levantamentos, pesquisas customizadas e pesquisas sindicalizadas conduzidas ao redor do mundo em 2012. As metodologias de coleta de dados e as representações geográficas variam por país. Países em que a coleta de dados foi conduzida por meio de entrevistas pessoais ou telefônicas incluem a Índia e a Turquia. Para o Brasil, a busca por dados foi conduzida online, exceto para os dados sobre penetração de celulares e smartphones, que foram feitos por telefone.

O módulo de incidência foi conduzido por telefone, enquanto o módulo detalhado foi conduzido online, nacionalmente. O módulo de incidência entrevistou um total de 986 contatos aleatórios, entre 16 e 64 anos. Entrevistas detalhadas foram concluídas com 1.603 usuários de celulares, sendo 748 usuários de smartphones e 855 não usuários de smartphones. As entrevistas foram conduzidas durante abril e maio de 2012.

 

Via IDGNOW

Engenheiro de Computação, atuando no desenvolvimento de software a 16 anos, blogueiro iniciante e geek nas horas vagas. Atualmente possui um celular Galaxy Note 3. Gamer nas horas vagas, é fã da série Dragon Age, Mass Effect, The Elder’s Scrolls.

Deixe uma resposta